Páscoa e Espiritismo

Embora o Espiritismo não atribua à Páscoa o mesmo significado que a data possui para os judeus e para os católicos, os acontecimentos que marcaram a crucificação de Jesus trazem uma mensagem inesquecível: a Imortalidade da Alma.


As diversas aparições de Jesus, nos 40 dias que se seguiram à sua crucificação, conforme descritas no livro dos Atos dos Apóstolos (Novo Testamento), são testemunhas da imortalidade e da sobrevivência do Espírito e representaram uma enorme injeção de ânimo e força moral para os discípulos do cristianismo nascente, que iniciavam sua tarefa de vivência e divulgação das mensagens cristãs.


Para quem se interessar por maiores informações a respeito do entendimento espírita da Páscoa, destacamos este artigo publicado no site da Federação Espírita Brasileira.