Os anos finais da saudosa “casa de madeira”

Atualizado: 6 de mai.




Em fevereiro de 1981, é aprovada uma doação da Capa dos Pobres às obras assistenciais da Mansão do Caminho, em Salvador.


A programação de palestras especiais de 1981 foi a seguinte:


  • 19 e 20 de agosto: Divaldo Pereira Franco

  • 22 e 23 de agosto: Luis Antonio Gasparetto e Zíbia Gasparetto

  • 25, 26 e 27 de setembro: Geraldo Guimarães

  • 02, 03 e 04 de outubro: Ana Jaicy Guimarães

  • 30 de outubro: José Raul Teixeira


Foi também em 1981 que foi criada a campanha “Vista uma Criança no Natal”, que passou a ser dirigida por Vilma Holzmann Meister e que é mantida até os dias atuais. Acima as fotos das entregas de Natal realizadas naquele ano.


Em janeiro de 1982, foi aprovada uma nova doação à Mansão do Caminho, desta vez para auxiliar na publicação do livro “O Semeador”. Ainda neste ano, a Capa dos Pobres obteve o Alvará de Funcionamento expedido pela Prefeitura Municipal, o registro na Secretaria de Estado da Saúde e Bem-Estar Social e as declarações de Utilidade Pública Municipal e Estadual (Lei Estadual 7.618 de 23/06/1982), adquirindo também seu primeiro telefone.


Para comemorar os 60 anos da Capa dos Pobres, foi programado um mês de palestras, em junho de 1982:


  • 04 de junho: Divaldo Pereira Franco

  • 11 a 13 de junho: Ana Jaicy Guimarães

  • 18 a 20 de junho: Geraldo Guimarães

  • 30 de junho: José Raul Teixeira


Em setembro de 1982, Mabel Holzmann retorna à presidência da Capa, com a incumbência de viabilizar a construção da nova sede. No Natal do mesmo ano, é realizada a entrega de kits com alimentos, produtos de higiene e brinquedos para 43 famílias (211 pessoas) atendidas pela Casa na favela do Jardim Califórnia, no bairro do Mossunguê, em Curitiba, nas fotos acima.


Acesse e siga-nos em nossas redes sociais:


💟 www.instagram.com/capadospobres 🌎 www.facebook.com/capadospobres #Capa100 ✨❤️✨